Cândido 130 analisa o sucesso da nova geração de autoras latino-americanas
31/05/2022 - 13:22

O bom momento editorial experimentado pelas escritoras contemporâneas da América Latina é o tema de capa do número 130 do jornal Cândido, editado pela Biblioteca Pública do Paraná. Comparado por muitos com o boom do realismo mágico dos anos 1960 e 70 — encabeçado por nomes como Gabriel Garcia Márquez e Júlio Cortázar — esse novo movimento é marcado por livros com temáticas fantásticas, violentas e provocadoras. Assinado pelo repórter Luiz Felipe Cunha, o especial do mês traz análises de especialistas que destacam a originalidade e importância de autoras como Mariana Enriquez, Lina Meruane, Ariana Harwicz e Pilar Quintana, entre várias outras.

“O primeiro boom também tinha a ver com uma movimentação de mercado, principalmente no sentido de vender para a Europa autores latino-americanos e um certo ‘exotismo’ daqui. O que me parece estar em jogo agora é uma ascensão do interesse geral por obras de autoria de mulheres”, afirma a editora Laura Del Rey, ouvida pela reportagem.

Outros destaques do Cândido 130: entrevista com Micheliny Verunschk (concedida a Hiago Rizzi), artigo de Lucas Colombo na coluna Pensata, conto de Nara Vidal, poemas de Gal Freire e Ismar Tirelli Neto e ensaio fotográfico de Iaskara S. Florenzano. A ilustração de capa é de Raphaela Corsi.

Leia no site candido.bpp.pr.gov.br ou faça o download gratuito aqui.