Eventos de aniversário marcam a reabertura total da Biblioteca Pública do Paraná
16/03/2022 - 14:27

Realizados entre os dias 7 e 12 de março, os eventos da semana de aniversário dos 165 anos da Biblioteca Pública do Paraná movimentaram o prédio histórico da instituição e reafirmaram sua vocação como centro cultural e espaço de convivência. Fechada durante a fase mais aguda da pandemia, a Biblioteca passou por um processo gradual de retomada dos serviços presenciais — iniciado em agosto de 2021 e concluído em janeiro deste ano, com a reabertura total do edifício. Para comemorar a data especial e o retorno do público, a BPP promoveu uma programação gratuita e que incluiu cursos, palestras, sessões de cinema, apresentações teatrais, bate-papos e atrações para crianças.

“É uma felicidade ver novamente a Biblioteca Pública do Paraná festejando, promovendo, mantendo vivo aquilo que para nós é de suma importância: o incentivo ao livro, à literatura e à leitura. A interação com a comunidade é fundamental para que a valorização social e simbólica das bibliotecas públicas sigam fazendo parte das nossas vidas. Uma festa linda como esta, numa instituição tão importante, em seus 165 anos de existência, nos entusiasma demais”, afirmou o diretor da BPP, Luiz Felipe Leprevost.

A maratona cultural começou na manhã da segunda-feira (7), com uma série de leituras públicas. De hora em hora, até o final do dia, a equipe da Biblioteca e convidados apresentaram textos de autores paranaense em frente ao prédio, atraindo a atenção das pessoas que passavam pela Rua Cândido Lopes. À tarde, a escritora Ângela Gomes, autora do livro O Mestre Verde, participou de um bate-papo com um grupo de crianças na Seção Infantil.

 

Giovana Madalosso
Palestra “Mulheres e escrita: um tempo só seu”, com a escritora Giovana Madalosso. Foto: Murilo Ribas

 

Na terça-feira (8), Dia da Mulher, a escritora Giovana Madalosso ministrou a palestra “Mulheres e escrita: um tempo só seu”, sobre como organizar o tempo e espaço para produzir literatura. “Ler escritoras mulheres abre perspectivas para entender o mundo de outra maneira”, disse Giovana durante o encontro. A agenda do dia ainda contou com a abertura da exposição Mulheres Mudam o Mundo (com trabalhos de 12 artistas visuais locais) e uma edição especial do projeto Cine Pipoca, que exibiu curtas-metragens sobre bibliotecas.

Dois eventos marcaram a tarde de quarta-feira (9): Renata Baglioli conversou com o público da Seção Infantil sobre o livro Diogo e a Menina-Sem-Nome e Giovana Madalosso voltou ao hall térreo para mais uma sessão de sua palestra acerca da participação feminina na literatura.

 

Teatro e autopublicação

O jornalista, escritor e editor João Varella abriu a programação da quinta-feira (10) com o curso “Publique livros, crie editoras”. Criador da editora Lote 42, ele ensinou os passos essenciais do processo de produção, distribuição e divulgação de um livro independente. “O livro é o primeiro meio de comunicação de massa da História, mas hoje em dia pode ser produzido e lançado por meio de vários formatos diferente e inovadores”, afirmou Varella na introdução da aula.

 

nena
A atriz Nena Inoue interpretou textos de autoras paranaenses na leitura pública “Outras falas: a voz das mulheres na literatura paranaense”. Foto: Murilo Ribas

 

Ainda na quinta, a atriz Nena Inoue estreou a leitura pública “Outras falas: a voz das mulheres na literatura paranaense”. Dirigida por Carmen Jorge, ela interpretou textos de 12 autoras do estado — várias delas presentes na plateia. “Estou muito feliz por homenagear a Biblioteca e as escritoras, e também por retornar ao palco. Avisem a todos que o teatro voltou”, disse Nena ao final do espetáculo.

Na sexta-feira (11), a atriz e contadora de histórias Flávia Scherner (conhecida do público do YouTube e das redes sociais como Fafá Conta) apresentou um repertório selecionado especialmente para o evento de aniversário da BPP. A agenda do dia também incluiu mais uma aula do curso “Publique livros, crie editoras” e a segunda apresentação da leitura “Outras falas: a voz das mulheres na literatura paranaense”.

A semana de comemorações terminou na manhã de sábado (12), com uma edição especial do projeto Sábado Lúdico (em que crianças aprendem a jogar RPG e card games) e o retorno da atriz Flávia Scherner ao hall térreo da BPP. “Eu tinha um desejo muito grande de ser convidada para contar histórias na Biblioteca Pública. Um espaço por que tenho muito carinho, que é nosso, e ajuda a formar tantos leitores e leitoras”, afirmou a atriz para uma plateia de cerca de 150 crianças e pais.

GALERIA DE IMAGENS