Retrato de um Artista: Lima Barreto



Afonso Henriques de Lima Barreto nasceu no Rio de Janeiro, no dia 13 de maio de 1881, mesmo dia em que, sete anos depois, em 1888, foi assinada a Lei Áurea. Porém, os resultados sociais da escravidão foram amplamente abordados em sua obra. Entre seus principais livros, destacam-se Recordações do escrivão Isaías Caminha (1909), Triste fim de Policarpo Quaresma (1911) e Vida e morte de M. J. Gonzaga de Sá (1919). Lima Barreto trabalhou em diversas redações, sendo considerado um dos inauguradores do jornalismo literário no país. Teve sérios problemas com o alcoolismo, que o levou ao sanatório por mais de um período. Morreu no dia primeiro de novembro de 1922, aos 41 anos.


Osvalter Urbinati é designer gráfico por formação e ilustrador por insistência. Formou-se pela UTFPR, em 2006, e desde então ilustra, diagrama e projeta jornais de Curitiba. Também trabalha como freelancer para as revistas Mundo Estranho e Alfa.