POESIA | Carla Diacov
21/12/2022 - 15:50

treze maneiras de ver jesus

 

1

a luz o vento e o calor

intenso a camisola de juta

colada no peito


 

2

um facho de sol que

fura nuvens e

ilumina o cadeado

no telefone

de discar do lado de fora

da bolha de vidro de meu

pai


 

3

o menino inri

organizador

das latas de sardinha no

hipermercado seus

cachos dourados suas

chagas sua hiperabilidade

em multiplicar torres sem

salivar


 

4

num filme adulto

imitando presépio

a manjedoura

três homens mirra

incenso ouro e

a

manjedoura


 

5

um quilo de

farinha de

trigo três pratos e um

tigre como se fosse

a fome


 

6

a luz o vento e o calor

intenso a toalha pendurada

na janela

toda a maquiagem nela


 

7

jesus disse que ele próprio iria comprar os pães


 

8

na ponta do lápis:

meu sangue

meu corpo


 

(roda o lápis no ar)


 

problema nosso


 

9

alguém andou

empilhando pedras


 

10

lázaro manda dizer

que não

aguenta mais


 

11

— deixem o homem trabalhar —


 

12

sobre águas silenciosas

eufórica a libelinha

como se fosse menino


 

13

pai

perdoa

manchei de novo

a velha bandeira


 

Carla Diacov (São Bernardo do Campo, 1975) é formada em teatro. Publicou Amanhã Alguém Morre no Samba (Douda Correria, 2015 / Macondo, 2018), bater bater no yuri (Enfermaria 6, 2017), A Menstruação de Valter Hugo Mãe (Casa Mãe, Portugal, 2017 / Macondo, 2020), A munição Compro Depois (Cozinha Experimental, 2018), : pescoço x sobreviventes (Garupa, 2021), ao marfim dos seus caninos (Editora Primata, 2022) e Voa Baixo & Dorme (Macondo, 2022).