enquanto é tempo

Antônio Thadeu Wojciechowski

ninguém foi ver se eu estava na esquina
ou se, pelo menos, minha palavra estava
e dizia a que veio
batendo de frente
de perfil
de quina
a poesia é um escândalo
atrás do outro
o poeta, um bando
movido à cicatriz
e perdigoto
misto de mártir e meretriz
um poço
um passo
carne de pescoço
alma que foi pro espaço
todo santo dia
morre um de tanto beber
         outro de atrofia
    poucos de tanto escrever
      muitos que ainda iriam ser
e não foram nem sombra
do que poderiam ter sido
ah! não farei um último pedido
a vida é um não sei
e a gente sabe
que é de lei
usar antes que acabe
antes que o peito
como um pneu furado
se esvazie, de tal jeito,
que o coração
ainda vivo
seja prensado, paralisado
sem emoção
sem motivo
sem ar
sem ter conjugado
na primeira pessoa
o verbo amar


Antônio Thadeu Wojciechowski tem mais de duas dezenas de livros, em prosa e poesia, publicados por seu próprio selo, a Lagarto Editores. Letrista e compositor, é autor de algumas centenas de músicas, algumas delas gravadas pelas bandas Beijo AA Força e Maxixe Machine. Vive em Curitiba (PR).

Ilustrações: Diego Gerlach