Retrato de um artista | George Orwell



George Orwell foi o pseudônimo que o inglês Eric Arthur Blair (1903-1950) utilizou para assinar obras literárias e textos jornalísticos. O autor se notabilizou — em âmbito mundial — pela sua visão de mundo, por meio da qual fez críticas a respeito de injustiças, geralmente se contrapondo a regimes totalitários. Além disso, era um militante do texto de fácil compreensão, sem floreios nem rococós. Orwell produziu inúmeros artigos, críticas literárias e resenhas, mas é conhecido, mais do que tudo, pelo romance 1984, publicado em 1949: a obra faz alusão a um mundo em que tudo seria vigiado, como se os habitantes vivessem num programa similar ao Big Brother Brasil (BBB). A expressão Grande Irmão (Big Brother) se refere a um personagem do livro 1984, uma das obras mais lidas, no mundo, no século XX. Outro título importante do autor é A revolução dos bichos (1945), romance que mostra uma sociedade animal que faz alusão ao mundo real de homens e mulheres. O neologismo orwelliano é utilizado para se referir a comportamentos autoritários e totalitários, práticas que o autor repudiava. O escritor morreu aos 46 anos, em decorrência da tuberculose.


Cesar Marchesini é desenhista. De 1968 a 2008, foi diretor de arte em agências de publicidade, entre as quais JWT, CBBA, DPZ, FBA & LEVY e Umuarama. Desde 2010, faz uma tira de humor publicada diariamente no jornal Gazeta do Povo. Nasceu e vive em Curitiba (PR).