Notas da província

Três décadas de OSP


Foto: Kraw Penas

A Orquestra Sinfônica do Paraná (OSP) completa 30 anos de atividades com mais de 1.200 apresentações em diversos Estados brasileiros. Desde 28 de maio de 1985, quando surgiu, na gestão do governador José Richa, a OSP vem conquistando reputação pelo fato de apresentar repertório variado, do barroco ao contemporâneo, a partir da performance de talentosos músicos e da presença de maestros renovados, como Alceo Bocchino, Osvaldo Colarusso, Roberto Duarte, Jamil Maluf e Alessandro Sangiorgi. Também dividiram o palco com a OSP alguns solistas de renome como Nelson Freire, Arthur Moreira Lima, Arnaldo Cohen, Turíbio Santos, entre outros. Recentemente, para celebrar as três décadas de existência, a OSP realizou dois concertos, ambos sob a regência do maestro José Maria Florêncio, com a participação do oboísta Alex Klein, no Teatro Guaíra, sede da orquestra, que também participa de montagens do Balé Teatro Guaíra.


Surrealismo latino-americano no Museu Oscar Niemeyer

Desde 2 de junho, está em cartaz na Sala 1 do Museu Oscar Niemeyer (R. Marechal Hermes, 999/ Curitiba-PR), a exposição “Wifredo Lam — O espírito da criação”, com curadoria de Roberto Cobas. Wifredo Lam (1902-1982) é considerado o expoente mais representativo do surrealismo latino-americano. A mostra, com 80 pinturas e gravuras do artista cubano, permanece no espaço até 13 de setembro.