Notas da Província

Oceanos


Dois livros publicados pelo selo Biblioteca Paraná, da Secretaria de Estado da Cultura, estão entre os semifinalistas do Oceanos — Prêmio de Literatura de Língua Portuguesa. O romance Sérgio Y vai à América, de Alexandre Vidal Porto, e a coletânea de poemas Fios, de Sônia Barros, concorrem com outros 61 livros selecionados, nas categorias poesia e prosa (romance, crônica, conto, relato de viagem e diário). No total, serão distribuídos R$ 230 mil para quatro vencedores — R$ 100 mil para o primeiro colocado, R$ 60 mil para o segundo, R$ 40 mil para o terceiro e R$ 30 mil para o quarto. Os livros de Vidal Porto e Sônia Barros foram os vencedores do Prêmio Paraná de Literatura — em 2012 e 2014, respectivamente — e ganharam edição do selo Biblioteca Paraná, além de premiação de R$ 40 mil. Sérgio Y vai à América ganhou edição comercial em 2014, por isso pode concorrer este ano a premiações.

 

Oceanos 2

No total, quatro escritores paranaenses estão entre os 63 semifinalistas do Prêmio Oceanos. São eles: Cristovão Tezza, com o romance O professor, Luci Collin, com a coletânea de poemas Querer falar, Priscila Merizzio, com os poemas de Minimoabismo, e Rodrigo Garcia Lopes, que concorre com dois títulos, o romance O trovador e o livro de poesia Experiências extraordinárias.

 

Planeta dos macacos

O escritor catarinense, radicado em Curitiba, Saulo Adami acaba de publicar um livro que repassa a história do universo de Planeta do macacos, o que incluí livros, histórias em quadrinhos, filmes e séries de TVs. A obra Homem não entende nada, publicada pela editora Mondo Estronho, é resultado de 40 anos de pesquisa — Adami começou a se interessar pelo tema em 1975. Em mais de 600 páginas e com 200 fotos, o livro traz entrevistas inéditas com atores e técnicos das séries e filmes da franquia.

 

 

 

 A infância do Brasil

Até fevereiro de 2016, o quadrinista José Aguiar vai publicar, de forma seriada, a história em quadrinhos A infância do Brasil. Divida em seis capítulos, a HQ está disponível no site www.ainfanciadobrasil.com. br. O primeiro capítulo já pode ser lido. O projeto retrata momentos pontuais na vida de crianças brasileiras durante os mais de 500 anos de história do país. O site também apresenta material extra, como textos sobre o contexto histórico que cada capítulo aborda, além de estudos e depoimentos do autor sobre seu processo de criação.