Capa | Ignácio de Loyola Brandão por Arnaldo Branco

Publicado originalmente na Itália, em 1974, após ter sido recusado por várias editoras brasileiras, Zero é um romance anárquico que mistura gêneros e linguagens, flertando, inclusive, com os quadrinhos. A história de José e Maria, figuras à margem da sociedade, serviu de mote para Ignácio de Loyola Brandão falar sobre temas como liberdade de expressão em uma época de repressão.





Arnaldo Branco é cartunista e jornalista. Publica suas tiras no blog Mau Humor e também a tira “Mundinho Animal”, no G1. Já adaptou para os quadrinhos a peça O beijo no asfalto, de Nelson Rodrigues. Nasceu e vive no Rio de Janeiro.