ESPECIAL | Quem gosta de Harry Potter pode gostar de…
30/06/2022 - 11:05

Uma seleção de obras para os leitores que ainda estão se iniciando na literatura de fantasia — e também para os já “batizados”

 

Percy Jackson e os Olimpianos

 

percy
Foto: Divulgação / Intrínseca

 

A série de cinco livros escrita pelo norte-americano Rick Riordan suscitou em muitos jovens da Geração Z a curiosidade pela mitologia grega. O protagonista, assim como Harry, também leva uma vida aparentemente normal até descobrir que é metade mágico, ligado a deuses do Olimpo, e invariavelmente precisa salvar o dia.

 

O Lar da Senhorita Peregrine

 

peregrine
Foto: Divulgação / Intrínseca

 

Uma remota ilha galesa, um orfanato mágico da década de 1940, viagens no tempo, mulheres que se transformam em aves, monstros à espreita e crianças e adolescentes com dons inusitados, tudo sob o olhar de Jacob Portman, um adolescente determinado a compreender as misteriosas últimas palavras do avô. A série criada por Ransom Riggs conta com seis volumes, todos já lançados no Brasil.

 

Fronteiras do Universo

 

pullman
Foto: Divulgação / Suma

 

A trilogia do britânico Philip Pullman formada pelos livros A Bússola de Ouro, A Faca Sutil e A Luneta Âmbar faz o leitor mergulhar em um domínio repleto de elementos fantasiosos, como feiticeiras, animais falantes, demônios e universos paralelos, lançando mão de conceitos de física, filosofia e até teologia.

 

Os Livros da Magia

 

magia
Foto: Divulgação / Vertigo

 

Um garoto britânico de 13 anos que leva uma vida aparentemente normal e descobre estar destinado a ser o maior mago de sua era. Os quadrinhos com história de Neil Gaiman e artes de John Bolton, Charles Vess, Scott Hampton e Paul Johnson, publicados pela DC Comics no início da década de 1990, são mais densos e sombrios que Harry Potter, mas perfeitos para os fãs do oculto.

 

O Senhor dos Anéis

 

aneis
Foto: Divulgação / Harper Collins

 

Se O Hobbit é considerado um livro infantojuvenil, o mesmo não se pode dizer de sua continuação, a trilogia O Senhor dos Anéis. A alta dose de fantasia presente no universo criado por J. R. R. Tolkien pode levar alguns pais a acreditarem que a obra é uma boa pedida para presentear os filhos pré-adolescentes que curtem Harry Potter, mas a verdade é que as aventuras de Frodo, Gandalf, Aragorn e tantos outros serão melhor aproveitadas pelos mais crescidinhos — por se tratar de uma leitura mais difícil, com mais nuances e mais lenta (não menos interessante, porém) em determinados momentos do que a série de J. K. Rowling.