Poema | Rodrigo Garcia Lopes
26/06/2020 - 13:07

Na praia, junho

contra
Ilustração: Carolina Vigna

 

Ter vivido em um mundo                            

onde nuvens eram brancas esponjas

diluindo um céu bizarramente blue                  

gralhas-azuis nos galhos da nossa varanda

e as espumas de intensos instantes

sopradas furiosamente por um vento sul     

entre os apupos dos pescadores logo cedo                                     

os olhos bordejando as ilhas distantes

antes mastigaram o nevoeiro               

nossos corpos satisfeitos e ainda quentes                           

lendo as pistas que os detetives noturnos não seguiram       

os pés imprimindo em sua passagem

a sensação de uma vida acontecendo                                                    

limpa como a areia após a onda.

 

RODRIGO GARCIA LOPES é poeta, compositor, romancista e tradutor (de Arthur Rimbaud, Walt Whitman, Sylvia Plath, Laura Riding, Marcial, entre outros). Publicou seis livros de poemas: Solarium (1994), visibilia (1996), Polivox (2001), Nômada (2004), Estúdio Realidade (2013) e Experiências Extraordinárias (2015). “Na praia, junho” faz parte de O Enigma das Ondas, que será lançado no segundo semestre deste ano pela editora Iluminuras.