Segunda a sexta-feira, das 8h30 às 20h e aos sábados das 8h30 às 13h.

  • Consulta Acervo

Notícias

15/02/2018

Thomas Pynchon é o destaque da edição de fevereiro do Cândido

O legado do escritor norte-americano Thomas Pynchon é o destaque da edição de fevereiro de 2018 do jornal Cândido, editado mensalmente pela Biblioteca Pública do Paraná. Aos 80 anos, Pynchon é considerado por muitos leitores, escritores e críticos como um dos principais, talvez até o mais importante, autor vivo em âmbito mundial. Mas o ficcionista não facilita a recepção de sua obra, ao contrário. Seus livros são calhamaços de centenas de páginas, com inúmeros de personagens envolvidos em enredos absurdos e paranoicos, tão paranoica e absurda como é a realidade dos Estados Unidos, onde o autor nasceu, vive, escreve e se esconde de jornalistas e fotógrafos.

O escritor e jornalista Ronaldo Bressane assina uma ampla reportagem a respeito da produção do autor, que inclui oito romances e uma coletânea de contos. Bressane entrevistou alguns dos profissionais que verteram a obra do norte-americano para o português, entre os quais Caetano Galindo, Jório Dauster, Paulo Henriques Britto e Matthew Shirts. “Ele [Pynchon] percebeu o quanto de ridículo há no nosso trágico, e o quanto de trágico, no nosso ridículo. Percebeu o lugar da cultura pop no nosso refinamento, e também riu dele”, diz Galindo, tradutor de Vício inerente, sétimo romance de Pynchon, adaptado para os cinemas em 2014 por Paul Thomas Anderson.

O especial também traz uma lista de curiosidades, conteúdo de autoria de João Lucas Dusi, a respeito de Pynchon, que, entre outras excentricidades, dublou sua própria voz em dois episódios do desenho Os Simpsons.

O Cândido 79 ainda publica os melhores momentos da participação de Daniel Galera no projeto Um Escritor na Biblioteca — encontro realizado em dezembro de 2017. Outro destaque da edição é uma reportagem, de Cristiano Castilho, sobre o bom momento do departamento de Letras da Universidade Federal do Paraná, referência nacional em tradução comprovada por meio de prêmios e da presença dos professores e alunos tradutores no mercado editorial.

Na quarta entrevista da série “Os Editores”, Luciana Villas-Boas faz uma análise do mercado de livros no país, lembra os 17 anos em que atuou como diretora editorial da Record e comenta sua rotina de agente literária.

A seção Cliques em Curitiba apresenta o trabalho de Rafael Dabul e, entre os inéditos, contos de Cristhiano Aguiar e Wilson Alves-Bezerra e poemas de Maurício Arruda Mendonça e Sônia Barros, vencedora do Prêmio Paraná de Literatura 2017, que também concedeu uma entrevista ao Cândido.

Serviço
O Cândido tem tiragem mensal de 10 mil exemplares e é distribuído gratuitamente na Biblioteca Pública do Paraná e em diversos pontos de cultura de Curitiba. O jornal também circula em todas as bibliotecas públicas e escolas de ensino médio do Estado. É enviado, pelo correio, para assinantes a diversas partes do Brasil. 

Fonte: BPP

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.