Segunda a sexta-feira, das 8h30 às 20h e aos sábados das 8h30 às 13h.

  • Consulta Acervo

Biblioteca Paraná

A Biblioteca Paraná publica livros de diversos gêneros — conto, poesia, romance, entrevistas, artes gráficas, edições fac-silimares —, que ao mesmo tempo suprem lacunas do meio editorial e oferecem ao público uma dimensão clara da produção literária estadual. Os títulos do selo Biblioteca Paraná são distribuídos para todas as bibliotecas públicas do estado e várias instituições culturais do país. Também estão à venda na Biblioteca Pública do Paraná (BPP), pelo e-mail imprensa@bpp.pr.gov.br ou pelo telefone (41) 3221-4951. Toda a renda obtida é revertida para a Associação dos Amigos da Biblioteca Pública do Paraná (AABIPPAR), entidade que desenvolve uma série de projetos em benefício da BPP — como reformas no prédio histórico, compra de livros para o acervo e implantação da Biblioteca Mário Lobo, em Paranaguá.

hjgh j yhuh

Um escritor na Biblioteca — 1980 
Entre 1984 e 1985, a Biblioteca Pública do Paraná promoveu bate-papos, individuais, com 11 escritores. Fernando Sabino, Nélida Piñon e Paulo Leminski foram alguns dos convidados da primeira edição do projeto “Um Escritor na Biblioteca”. Cada encontro foi editado em formato de um livro e, três década depois, com a retomada da iniciativa, todos os depoimentos estão, enfim, reunidos em um único volume. 

Entrevistas 
Ano de publicação: 2011 
204 páginas 
R$ 20

Sérgio Y vai à América 
Livro vencedor da primeira edição do Prêmio Paraná de Literatura na categoria romance, Sérgio Y vai à América apresenta a trajetória de um jovem brasileiro que viaja para Nova York em busca de experiências. O médico do personagem-título narra a história e se surpreende com o destino inesperado de seu paciente. O romance foi reeditado pela Companhia das Letras em 2014. 

Autor: Alexandre Vidal Porto 
Ano de publicação: 2012 
185 páginas 
Esgotado 

Papis et circensis 
José Roberto Torero venceu a primeira edição do Prêmio Paraná de Literatura na categoria conto com Papis et circensis. Reeditada pela Alfaguara em 2013, a obra traz breves textos a respeito de todos os papas, de Pedro até Francisco. Torero realizou pesquisa em busca de dados históricos, mas foi por meio da ficção que ele recriou as trajetórias dos sumos pontífices, apresentadas por um narrador hábil que possui senso de humor.

Autor: José Roberto Torero 
Ano de Publicação: 2012 
102 páginas 
Esgotado 

uyu h ghyu

As maçãs de antes 
Na primeira edição do Prêmio Paraná de Literatura, Lila Maia conquistou o primeiro lugar na categoria poesia com As maçãs de antes. “É um livro de poesia sobre a paixão e o amor”. Com esta frase a autora define a sua obra premiada, que reúne poemas escritos entre 2009 e 2011. Lila participou de diversas oficinas literárias enquanto desenvolvia o seu próprio estilo e produzia os seus primeiros poemas.

Autora: Lila Maia 
Ano de publicação: 2012 
80 páginas 
Esgotado 

Um Escritor na Biblioteca: 2011 
Reunião das entrevistas do projeto Um Escritor na Biblioteca, retomado pela Biblioteca Pública do Paraná após uma interrupção de 26 anos. A temporada de 2011, que marcou o retorno do evento, contou com a participação de dez autores: Cristovão Tezza, Ana Paula Maia, Elvira Vigna, Luiz Ruffato, Antônio Torres, Marçal Aquino, Reinaldo Moraes, Sérgio Sant'Anna, Luiz Alfredo Garcia-Roza e Milton Hatoum. 

Entrevistas 
Ano de lançamento: 2013 
186 páginas 
R$ 20

Meu primeiro morto 
Vencedor da edição de 2013 do Prêmio Paraná de Literatura na categoria romance (Prêmio Manoel Carlos Karam), o livro tem como narrador/personagem um médico que trabalha no pronto-socorro de um hospital público em São Paulo. Enquanto observa a vida dos funcionários e pacientes da unidade, ele revela os problemas na infraestrutura do sistema de saúde e enfrenta uma crise pessoal. 

Autora: Jaci Palma 
Ano de lançamento: 2013 
124 páginas 
R$ 20 

jyu cx hgg

Ensaio sobre o entendimento humano
Tradutor e professor do curso de Literatura da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Caetano W. Galindo fez sua estreia na literatura com esta coletânea de contos vencedora do Prêmio Paraná de Literatura em 2013. O livro traz 24 textos curtos e concisos, em que o autor apresenta uma narrativa experimental, influenciada pela linguagem ousada de nomes como Thomas Pynchon e James Joyce — ambos traduzidos por Galindo anteriormente. 

Autor: Caetano W. Galindo
Ano de lançamento: 2013 
88 páginas 
R$ 20 

Fábulas para adulto perder o sono 
Neste livro temático, vencedor da edição de 2013 do Prêmio Paraná de Literatura, a mineira Adriane Garcia recria, em tom de paródia, alguns dos mais conhecidos contos de fadas da literatura mundial. Segundo o poeta Eucanaã Ferraz, jurado do concurso e autor do texto de apresentação, a obra surpreende por trazer poemas que dialogam entre si e problematizam questões como sexo, loucura, abandono, morte e melancolia. 

Autora: Adriane Garcia 
Ano de lançamento: 2013 
81 páginas 
R$ 20

Ficções 
Esta obra reúne todos os textos de ficção conhecidos de Newton Sampaio (1913-1938), definido por Dalton Trevisan como “o maior contista do Paraná”. Nascido em Tomazina (PR), Sampaio é autor dos livros Irmandade (1938) e Contos do sertão paranaense (1939), e também publicou contos e até fragmentos de uma novela em jornais e revistas, seja em Curitiba e também no Rio de Janeiro, para onde se mudou com a finalidade de estudar Medicina. 

Autor: Newton Sampaio 
Ano de publicação: 2014 
226 páginas 
R$ 20

hg fdd vxc

48 contistas paranaenses 
Organizada por Luiz Ruffato, esta antologia faz uma apanhado da produção dos contistas do Paraná, desde a emancipação do Estado (1953) até os dias atuais. São 48 autores que se dedicam a um dos gêneros mais representativos da literatura paranaense. O livro escancara a pluralidade de vozes dos autores que têm, cada um à sua maneira, ajudado a construir o imaginário ficcional brasileiro dos últimos 150 anos. 

Org: Luiz Ruffato 
Ano de publicação: 2014 
Pág: 404 
Esgotado 

101 poetas paranaenses (Volumes 1 e 2) 
Com uma produção pujante, a poesia paranaense não poderia deixar de refletir os movimentos que, desde 1853, se alastraram pelo Brasil. É o que fica evidente nesta antologia organizada por Ademir Demarchi. Dividido em dois volumes, o livro faz um recorte da produção lírica do Paraná, apresentando poetas ativos entre a segunda metade do século XIX e começo do século XXI. 

Organização: Ademir Demarchi 
Ano de publicação: 2014
Volume 1: 404 páginas
Volume 2: 400 páginas 
Valor: R$ 20 (cada) 

gdf vx vz

No início 
Vencedor da categoria de contos do Prêmio Paraná de Literatura em 2014, o livro de estreia da carioca Adriana Griner se utiliza de uma linguagem apurada para recriar relatos bíblicos. Alternando momentos de extremo lirismo com narrativas mais soltas, Griner dá um tom contemporâneo a textos clássicos, como a história da torre de Babel e a confusão de línguas com que Deus castiga a pretensão humana. 

Autora: Adriana Griner 
Ano de publicação: 2014 
Páginas: 112 
Valor: R$ 20 

Operação impensável 
A “guerra conjugal”, tão bem explorada por escritores como Dalton Trevisan e Nelson Rodrigues, é também o tema de Operação impensável, livro de Vanessa Barbara que ganhou o Prêmio Paraná de Literatura em 2014 na categoria romance. Utilizando-se de uma estrutura narrativa engenhosa, pontuada por e-mails espirituosos e comentários de filmes, o livro retrata os sabores e dissabores do casamento de Lia e Tito. O romance ganhou reedição da editora Intrínseca em 2015. 

Autora: Vanessa Barbara 
Ano de publicação: 2014 
Páginas: 176 
Valor: R$ 20 

Fios 
Elaborado entre 2008 e 2014, Fios foi o ganhador do Prêmio Paraná de Literatura em 2014. A autora Sônia Barros elabora poemas que retratam fios aparentemente distintos, mas, de certa forma, entrelaçados: do ofício, da infância, da velhice, da maternidade, do amor, da memória, da solidão, da morte, da própria poesia. Na segunda parte da obra, a autora propõe um diálogo intenso com a tradição poética brasileira e com outras manifestações artísticas, como o cinema e a música. 

Autora: Sônia Barros 
Ano de publicação: 2014 
Páginas: 80 
Valor: R$ 20 

fdf fs ds

Nicolau — Box 
Nicolau resgata a história editorial do suplemento de cultura paranaense, que circulou de 1987 a 1996. Os 60 números do jornal editado pela Secretaria de Estado da Cultura foram acondicionados em três caixas, cada uma contendo 20 edições. Além de inéditos, Nicolau, coordenado na maior parte de seu percurso pelo escritor Wilson Bueno, também publicou conteúdo jornalístico, como reportagens, resenhas de livros e entrevistas com grandes nomes da cultura. 

Ano de publicação: 2014 
Box Nicolau (60 números) 
Valor: R$ 50
Confira aqui os 60 números do suplemento cultural paranaense online

Um Escritor na Biblioteca — 2012-2013 
Este volume traz os depoimentos de 16 escritores brasileiros que participaram do projeto “Um Escritor na Biblioteca”. De veteranos como Luiz Vilela, Roberto Gomes e João Gilberto Noll a vozes mais novas, mas já com alguma visibilidade, como Michel Laub, Joca Terron e Paulo Scott, todos falam sobre primeiras leituras, processo de criação, curiosidades e bastidores do universo literário. 

Entrevistas 
Ano de publicação: 2015 
248 páginas 
R$ 20

Comédia Paranaense 2016 — Concurso de Dramaturgia do Teatro de Comédia do Paraná / 5 peças 
Coletânea com os textos finalistas do edital de reativação do Teatro de Comédia do Paraná, coordenado pelo Centro Cultural Teatro Guaíra. Além da peça vencedora do concurso, O homem desconfortável (Edson Bueno), o livro ainda traz Janaína, não seja boba (Roberto Innocente), Dinâmica de grupo ou o rato, a vaca, o porco e a galinha (Luan Maciel), Pensamentos a serem evitados no leito de morte de uma criança (Lucas Komechen) e Guerra de saias (Domingos Pellegrini). 

Vários autores 
Ano de lançamento: 2016 
476 páginas 
R$ 20

.........

Retrato de um Artista — Box
Este box é composto por 30 lâminas, em formato 30 por 42 centímetros (A3), que contêm  ilustração e breve biografia de escritores de grande expressão, como Ernest Hemingway, Thomas Pynchon, J. D. Salinger, Dalton Trevisan, entre outros. Benett, Pedro Franz, Allan Sieber e Theo Szczpanski são alguns dos artistas gráficos que participaram do projeto. As ilustrações e textos das lâminas foram originalmente publicados no jornal Cândido, editado mensalmente pela BPP desde 2011. 

Ilustrações
Ano de lançamento: 2017
30 lâminas, em formato 30 por 42 centímetros (A3)
R$ 35

15 formas breves
Seleção de 15 autores entre 18 e 30 anos, nascidos ou radicados no Estado, que participaram do concurso de contos promovido pela redação do Cândido em 2016. Os textos selecionados dialogam, direta e indiretamente, com as narrativas dos mestres do gênero, como Anton Tchecov, Katherine Mansfield, Guy de Maupassant, entre outros. Foram escolhidos contos de Andressa Barichello, Bolivar Escobar, Bruno Cobalchini Mattos, Bruno Vicentini, David Ehrlich, Gabriel Protski, Guy Fausto, Kayo Augustus, João Paulo Marcowicz, Luis Felipe Ferrari, Mateus Ribeirete, Marco Aurélio de Souza, Marceli Mengarda, Murilo Lopes e Wilame Prado. 

Vários autores
Ano de lançamento: 2017
163 páginas
R$ 10

Experimentais — HQ
A HQ Experimentais traz adaptações de obras do chamado “quarteto experimental” da literatura paranaense — Jamil Snege (1939-2003), Manoel Carlos Karam (1947-2007), Valêncio Xavier (1933-2008) e Wilson Bueno (1949-2010). Os artistas Eloar Guazzalli (Como eu se fiz por si mesmo, de Jamil Snege), Theo Szczepanski (Mar Paraguayo, de Wilson Bueno), Rafa Campos (Maciste no inferno, de Valêncio Xavier) e DW Ribatski (Comendo bolacha maria no dia de são nunca, de Manoel Carlos Karam) assinam as adaptações.

História em Quadrinhos
Ano de lançamento: 2017
184 páginas
R$ 20

.........

Contos de Natal
A coletânea reúne 12 textos vencedores do 1º Concurso Literário dos Estabelecimentos Penais do Estado do Paraná. Os participantes privados de liberdade que participaram estão inseridos no Programa de Remição da Pena pelo Estudo através da Leitura e na Escolarização Básica dentro dos espaços prisionais. Ao todo, foram analisados 610 textos de temática natalina. A comissão julgadora contou com membros de cada uma das instituições parceiras responsáveis pela elaboração desta obra — Departamento Penitenciário do Paraná, Secretaria de Estado da Educação, Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Academia Paranaense de Letras, Biblioteca Pública do Paraná, Fundação Cultural de Curitiba —, além diversos professores do Centro Estadual de Educação Básica para Jovens e Adultos (Ceebja).

Contos
Ano de lançamento: 2017
102 páginas
R$ 10

Revista Helena 6
Após um período fora de circulação, a publicação trimestral, editada pela Biblioteca Pública do Paraná, retorna totalmente reformulada — com formato diferente, ensaios de fôlego e mais conteúdo de âmbito nacional. Além de colocar o Paraná em diálogo com o resto do país, a revista busca cumprir uma missão nem sempre compreendida: a de valorizar o jornalismo cultural em um momento de profundas transformações da atividade. Os textos da “nova” Helena têm em comum um olhar sincrônico, que entrecruza o presente, o passado e o futuro para compreender o mundo de hoje. Dentro outros, a editora Maria Amélia Mello reconta sua longa trajetória profissional para falar do momento atual do mercado do livro, o crítico literário Luís Augusto Fischer apresenta uma nova leitura de O amanuense Belmiro, trazendo o romance octogenário de Cyro dos Anjos para o contexto atual, o jornalista José Carlos Fernandes resgata a história quase esquecida da editora curitibana Grafipar e Maria Valéria Rezende participa com um conto inédito. A versão online pode ser lida pelo site helena.pr.gov.br.

Revista
Ano de lançamento: 2017
241 páginas
R$ 20

Revista Helena 7
A edição traz um bloco de ensaios pautado por propostas e perspectivas para 2018. São três textos — sobre cultura, política e futebol — assinados por Teixeira Coelho, Cláudio Gonçalves Couto e Christian Schwartz, respectivamente. A arte como força transformadora também é tema desta Helena. João Almino trata disso em um ensaio que parte da obra de Antonio Candido. Pedro Só também, ao contar a história dos criadores da Flup, a Festa Literária das Periferias. E a reportagem de Paulo Camargo sobre a tradição fotográfica no Paraná mostra como a expressão artística pode mudar as coisas. Além disso, Jotabê Medeiros entrevista o ex-Mutante Arnaldo Baptista, que completa 70 anos em julho. Marcelo Träsel investiga o boom gastronômico na cultura e na indústria da informação e do entretenimento. Beatriz Resende lembra do primeiro romance de Sonia Coutinho, que retratou a nova condição da mulher antes de o feminismo voltar à tona no debate público. Rodrigo Garcia Lopes refaz o percurso pessoal e literário do poeta Paulo Leminski. A edição ainda traz uma crônica de Ana Miranda, poemas de Ruy Espinheira Filho, um conto de Márcia Denser, HQ de Allan Sieber, ensaio fotográfico de Elenize Dezgeniski e dezenas de ilustrações de artistas de vários estados. A versão online pode ser lida pelo site helena.pr.gov.br.

Revista
Ano de lançamento: 2018
219 páginas
R$ 20

.........

Roteiro Literário — Jamil Snege
A coleção Roteiro Literário, idealizada pela Biblioteca Pública do Paraná, traz a cada título um ensaio inédito sobre a vida e a obra de um escritor paranaense já falecido e uma relação dos locais que ele frequentava, conteúdo ilustrado por fotografias produzidas para o projeto. O primeiro título da coleção, assinado por Miguel Sanches Neto, é sobre Jamil Snege. Os dois conviveram e os leitores vão encontrar ao final do livro um relato a respeito do breve, mas intenso, convívio entre eles. No entanto, o que se destaca é o ensaio em que Sanches Neto analisa a literatura do curitibano que sobreviveu trabalhando com propaganda, mas que desejava, mais que tudo, ser escritor.

Autor: Miguel Sanches Neto
Ano de lançamento: 2017
171 páginas
R$ 20

Setenta
O romance Setenta, do gaúcho Henrique Schneider, vencedor do Prêmio Paraná de Literatura 2017, traz a história de Raul, um bancário de 25 anos que é preso por engano na década de 1970, durante a ditadura militar brasileira. Na prisão, ele é forçado a aprender a lógica do absurdo: embora nunca tenha praticado atos ilícitos, tem uma ficha policial. Se não tiver, a ficha será inventada. E mesmo que não tenha informações a dar, não há alternativas senão confessar. É de maneira fragmentada e com uma prosa límpida que Schneider relata os horrores vividos pelo protagonista, numa história em que “tudo é ficção — mas, ao mesmo tempo, tudo aconteceu”, segundo o autor. 

Autor: Henrique Schneider
Ano de publicação: 2018
162 páginas
R$ 15

A bandeira de Cuba
O gaúcho Marcelo Degrazia foi o vencedor do Prêmio Paraná de Literatura 2017 na categoria contos (Prêmio Newton Sampaio). A obra traz nove histórias passadas no mesmo lugar e época (fronteira com Argentina, década de 1960), com pontos de vista de um garoto. Dadas repetições de personagens e locais, Degrazia afirma: “fiquei com a impressão de ter escrito um quase romance”. Ao longo da obra, acompanhamos tanto uma simples mudança de casa quanto um trágico acidente automobilístico. São situações cotidianas, contadas com clareza e riqueza de detalhes. 

Autor: Marcelo Degrazia 
Ano de publicação: 2018
237 páginas
R$ 15

......

Tempo de dentro
Nos poemas de Tempo de dentro, vencedor do Prêmio Paraná de Literatura 2017, a paulista Sônia Barros faz uma revisitação do passado através da memória. A obra traz trata da questão do tempo, tanto o cronológico quanto o memorativo, com sutileza e através de metros inventivos, atestando a preocupação da autora com a sonoridade e ritmo dos versos. Sônia também é autora de Fios, com o qual venceu o Prêmio Paraná de Literatura 2014. 

Autora: Sônia Barros
Ano de publicação: 2018
81 páginas
R$ 15

Livro aberto: uma história da Biblioteca Pública do Paraná
A obra do jornalista e escritor Nilson Monteiro apresenta um panorama dos 161 anos da BPP, uma das instituições mais antigas do Estado, fundada em 7 de março de 1857, quatro anos após a Emancipação Política do Paraná. Elaborado com alguns recursos de ficção, mas principalmente a partir de ampla pesquisa, o livro traz informações sobre as 13 sedes da BPP, seus 41 diretores e mostra a relação da comunidade com o espaço de 8,5 mil metros quadrados que reúne mais de 700 mil itens, entre livros, documentos, revistas, jornais, selos, cartas e títulos raros. 

Autor: Nilson Monteiro
Ano de publicação: 2018
216 páginas
R$ 20 
Recomendar esta página via e-mail: