Segunda a sexta-feira, das 8h30 às 20h e aos sábados das 8h30 às 13h.

  • Consulta Acervo

Prêmio Paraná de Literatura 2012

Prêmio Paraná 2012


Em sua primeira edição, o Prêmio Paraná de Literatura teve os seguintes integrantes na comissão julgadora: José Castello, João Cezar de Castro Rocha e Luiz Ruffato na categoria Romance (prêmio Manoel Carlos Karam). Marçal Aquino, Rodrigo Lacerda e Caetano Galindo definiram o melhor livro na categoria contos (prêmio Newton Sampaio). Heloisa Buarque de Hollanda, Miguel Sanches e Antonio Carlos Secchin analisaram as obras de poesia (prêmio Helena Kolody).

Os vencedores foram:

Categoria romance (prêmio Manoel Carlos Karam)sergio


Sergio Y vai à América, de Alexandre Vidal Porto

Um experiente e sofisticado psiquiatra narra a trajetória de um de seus pacientes, Sergio Y. do título, que rememora aspectos da sua formação familiar, mas um dia desaparece para sempre, abandonando o tratamento. A esse mistério se acrescenta outro, acachapante, que tira a aparente serenidade do psiquiatra e o faz incursionar em uma busca que tem tanto de detetivesca quanto de psicanalítica.

Alexandre Vidal Porto nasceu em São Paulo e é mestre em direito pela Universidade Harvard. Era diplomata no Japão quando ganhou o Prêmio Paraná. Atualmente é colunista do jornal Folha de São Paulo. Também é autor de Matias na cidade (Record, 2005).

 

papis

 

 

Categoria de contos (prêmio Newton Sampaio)


Papis et circenses, de José Roberto Torero

Papis et circenses apresenta um breve panorama da trajetória do papado com narrativas curtas e irônicas, desde os primórdios do catolicismo até os dias atuais. Baseado em observações reais, Torero revela um vaticano conturbado em uma narrativa bem humorada.

José Roberto Torero é formado em Letras e Jornalismo pela Universidade de São Paulo (USP). Publicou dezenas de livros, entre eles O Chalaça (1999), best-seller que ganhou o prêmio Jabuti. Também é roteirista de cinema e tevê.

 

 macas

Categoria de poesia (prêmio Helena Kolody)


As maçãs de antes, de Lila Maia

Poesia de paixão e amor, segunda definição da própria autora, As maçãs de antes é um trabalho que dialoga com a lírica clássica e contemporânea. Os poemas foram escritos e selecionados ao longo de três anos pela poeta. O resultado rendeu a Lila, além do Prêmio Paraná, críticas elogiosas de poetas consagrados, como Affonso Romano de Sant'Anna.

Lila Maia é maranhense e vive há 32 anos no Rio de Janeiro. Graduada em Pedagogia, teve As maçãs de antes publicado pela editora Oficina Raquel.

Recomendar esta página via e-mail: